Teste de excentricidade, fidelidade, linearidade e mobilidade – O que é isso?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

AVISO

Todo conteúdo fornecido e hospedado pelo portal Doutor Balança é inteiramente grátis, incluindo softwares, manuais e dicas. Nosso intuito é auxiliar e instruir o usuário final e balanceiros.
Então fique a vontade e aproveite nosso conteúdo.

A algumas postagens atrás, falamos sobre a diferença entre calibração e aferição, se ainda não viu, dá uma passadinha por lá. 

Dando continuidade a este assunto, iremos falar sobre os tipos de teste realizações momentos antes de realizar os ajustes na balança, caso necessite.

O primeiro que iremos tratar é o:

1 – Teste de excentricidade (Cantos).

 

O teste de excentricidade ou comportamento verifica se um mesmo peso colocado em qualquer posição do prato de pesagem não apresenta variações na leitura obtida.

Para que o teste seja realizado de maneira correta certifique-se a balança está nivelada junto a superfície, marque e enumere os cantos da balança, conforme imagem abaixo:

Teste de excentricidade

 

Para facilitar a análise e correção dos erros posteriormente, anote todos os resultados obtidos.

Para que a balança seja aprovada é necessário que os cantos estejam iguais ou com no máximo de 1 divisão de diferença, para cima ou para baixo.
Exemplo: Tomaremos como exemplo uma balança convencional, com carga máxima de 15kg, devemos utilizar 5kg (1/3 da carga máxima) no teste de excentricidade, sendo que os cantos podem pesar entre 4.995kg até 5.005kg, para que a balança seja aprovado.

 

2 – Teste de Fidelidade 

 

O teste de fidelidade indica a capacidade da balança de indicar o mesmo valor, para a mesma carga, quando esta é colocada várias vezes sobre a plataforma de pesagem.

– Coloque e retire 4 vezes um peso padrão equivalente à 2/3 da capacidade máxima da balança, diversas vezes dando um intervalo entre as pesagens.
Exemplo: Usaremos 10kg para balanças de 15kg ou  20kg para balanças de 30kg, aproximadamente.

Teste de fidelidade

 

Para facilitar a análise e correção dos erros posteriormente, anote todos os resultados obtidos.

Para que a balança seja aprovada é necessário que em todas as repetições as pesagens estejam corretas e iguais, com no máximo 1 divisão de diferença, para cima ou para baixo.
Exemplo: Tomaremos como exemplo uma balança convencional, com carga máxima de 15kg, devemos utilizar 10kg (2/3 da carga máxima) no teste de fidelidade, sendo que nas repetições o resultado pode variar de 9,995kg à 10,005kg.


3 – Teste de linearidade ou desempenho de pesagem. 

 

A linearidade mede a variação da tendência para diferentes valores de referência na faixa de interesse. A linearidade é avaliada via a inclinação da reta formada pelos diferentes valores de referência em relação a respectiva tendência. Quanto menos inclinada a reta, melhor será a qualidade do sistema de medição. 

Gráfico linear

 

O teste de linearidade de pesagem tem como finalidade comparar a indicação obtida com o valor real dos pesos padrão, ou seja é colocado sobre a plataforma de 3 à 6 pesos diferentes de forma crescente, os valores indicador são comparados com o valor real das massas.

Exemplo: Para uma balança de carga máxima 15kg, usaremos 6 pesos diferentes (2kg, 4kg, 6kg, 8kg, 10 e 14kg), note que 2 pesos são pertencentes a 1/3 da carga máxima (2kg e 4kg), 2 pesos são pertencentes a faixa entre 1/3 e 2/3 da carga máxima (6kg e 8kg) e 2 pesos na faixa entre 2/3 até a carga máxima (10kg e 14kg).

Na primeira situação, ou seja até 1/3 da carga máxima, não poderá haver nenhum tipo de erro na pesagem.
Já na faixa entre 1/3 e 2/3, poderá haver erro de até 1 divisão, no caso exemplificado 5g para mais ou para menos.
Na última situação, de 2/3 até a carga máxima, podemos ter erro em duas divisões, para mais ou para menos, no caso 10g de variação.

Teste de linearidade

4 – Teste de mobilidade ou sensibilidade

 

O teste de mobilidade nada mais é que a aplicação de uma carga com peso equivalente à menor divisão possível, verificando se o equipamento é capaz de detectar a adição da carga, por isso se dá o nome de teste de sensibilidade.

Exemplo: Usaremos o mesmo exemplo dos testes anteriores, uma balança de carga máxima 15kg, usaremos 6 pesos diferentes (2kg, 4kg, 6kg, 8kg, 10 e 14kg), onde em cada uma das pesagens será inserido 5g extras, onde o equipamento deverá ser capaz de reconhecer o peso.

Teste de mobilidade

Note que o equipamento foi capaz de reconhecer a adição do peso de 5g em quase todas as situações, no caso acima o equipamento foi reprovado no teste, assim sendo deve ser submetido a reparos.

 

Dica importante:   Entre a realização dos teste retire os pesos e aguarde a indicação retornar ao zero absoluto. Caso o equipamento não reconheça o zero após a retirada do peso, deverá encaminhar para manutenção.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin