O que é uma balança Hibrida?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

AVISO

Todo conteúdo fornecido e hospedado pelo portal Doutor Balança é inteiramente grátis, incluindo softwares, manuais e dicas. Nosso intuito é auxiliar e instruir o usuário final e balanceiros.
Então fique a vontade e aproveite nosso conteúdo.

Chamamos de balança híbrida ou eletromecânica, todo equipamento que possui plataforma/estrutura de uma balança mecânica e um indicador de pesagem eletrônico, esse tipo de balança pode sair da fábrica dessa forma ou ser fruto de uma conversão realizada por uma assistência técnica.

Antes de falarmos mais um pouco desse tipo de conversão, vamos entender o conceito dos três tipos de balanças: Mecânica, Hibrida e Eletrônica.

Mecânica: Esta balança possui todos os mecanismos mecânicos, ou seja, o operador da balança precisa manipular os contrapesos até encontrar o equilíbrio entre os contrapesos e a carga aplicada na plataforma do equipamento, de modo a encontrar o peso correto do objeto pesado. A base é móvel, para encontrar o peso é mais demorado se comparado aos outros tipos de balanças. Há uma falsa ideia no mercado de que balanças mecânicas são mais precisas, o que não é verdade.

Híbrida: A balança híbrida, ou eletromecânica é chamada desta forma, pois a parte onde se vê o peso é digital, porém, a base da balança é fabricada com redução mecânica. Ou seja, é uma balança metade digital e metade mecânica.

Eletrônica: Todas suas partes são eletrônicas, desde a plataforma até o indicador de pesagem, além de facilitar a pesagem e manuseio, a balança totalmente eletrônica é mais precisa, a placa eletrônica presente no indicador recebe o sinal da célula de carga da plataforma.

Agora que já explicamos os três tipos de balanças, podemos entender que a balança Hibrida é uma espécie de fusão entre as outras duas, possui partes mecânicas e eletrônicas; então é possível converter um equipamento mecânico em híbrido??

Sim! A Resposta é sim, um equipamento mecânico pode ser convertido em eletro-mecânico, tal modificação pode ser facilmente realizado por uma permissionária do INMETRO, inclusive algumas fabricantes comercializam alguns “kits” que podem ser utilizados nessas conversões.

Normalmente retira-se os contrapesos e braço da balança mecânica e é instalada uma célula de carga ligada por um varão até a estrutura mecânica, o cabo da célula de carga é ligada ao indicador onde a mesma será calibrada de acordo com a capacidade e indicação de pesagem da balança.

Balança Hibrida Convertida

Como foi dito anteriormente qualquer assistência técnica credenciada pelo IPEM/INMETRO pode efetuar esse tipo de conversão, mas alguns pontos devem ser considerados, a começar pelo estado de conservação da estrutura mecânica, deve-se observar se há desgastes nas liras, coxim e porta coxins, estes devem estar em perfeito estado, pois qualquer desgaste pode fazer com que a estrutura fique “manca” e com grandes diferenças de pesagem entre os cantos no teste de excentricidade.

Além de observar as peças móveis da estrutura, devemos calcular o “empucho” no varão da balança, para que assim possamos encontrar a melhor célula de carga para nosso projeto, deve-se ser também considerado a redução da estrutura mecânica, por exemplo uma balança hibrida de capacidade máxima 300kg poderá muito bem utilizar um sensor de capacidade 50kg, já uma balança 100% eletrônica de capacidade 300 quilos necessita de no mínimo uma célula de carga da mesma capacidade, a maioria das fabricantes trabalha com uma margem, normalmente instalam em seus equipamentos sensores para 400 ou 500 quilos.

Algumas fabricantes disponibilizam kits completos de conversão para alguns projetos, como é o caso da Toledo, Coimma e TRU-Test, a maioria deles para balanças rodoviárias ou para pesagem de animais, no video abaixo nosso parceiro Viana nos mostra como é realizada a conversão utilizando o kit S3 da Tru-Test

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin