Certificado/Laudo técnico de calibração

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

AVISO

Todo conteúdo fornecido e hospedado pelo portal Doutor Balança é inteiramente grátis, incluindo softwares, manuais e dicas. Nosso intuito é auxiliar e instruir o usuário final e balanceiros.
Então fique a vontade e aproveite nosso conteúdo.

No post anterior vimos as principais diferenças entre aferição e calibração (ainda não viu? então clique aqui…)

Hoje trataremos de um assunto que de certa forma foi adiantado nas postagens anteriores; vimos que a empresa prestadora de serviço deve cumprir alguns requisitos, como:

  • Possuir registro de técnico(s) com cursos na área de manutenção de balanças;
  • Possuir registro no IPEM, INMETRO e CREA;
  • Possuir e utilizar massas rastreadas pela RBC;
  • Possuir sede física.

Cumprido todos os requisitos acima a empresa está apta a oferecer o serviço de aferição com emissão de laudos e calibração, assim pode mostrar ao cliente os erros encontrados durante as pesagens e a correção após a calibração.

É valido lembrar que não existe um padrão, cada empresa é responsável pelo layout do laudo e pela escolha dos testes que serão executados, recomendamos a utilização dos três principais (Excentricidade, Desempenho, Fidelidade), executados antes e depois da correção dos problemas e da calibração.

 

Além dos testes executados deve conter no laudo:

  • Dados da empresa (razão social, CNPJ, Inscrição estadual, endereço, telefones, nome do técnico responsável e sua assinatura).
  • Dados da ordem de serviço (Número da OS, número do laudo).
  • Dados do cliente (Nome, CNPJ ou CPF, inscrição estadual, endereço, telefones).
  • Dados do equipamento (Marca, modelo, carga máxima, carga mínima, divisão, divisão de erro, número de série, número de inventario do INMETRO, número de instrumento reparado).
Exemplo de laudo de aferição

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin