A diferença entre células de carga analógicas e digitais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

AVISO

Todo conteúdo fornecido e hospedado pelo portal Doutor Balança é inteiramente grátis, incluindo softwares, manuais e dicas. Nosso intuito é auxiliar e instruir o usuário final e balanceiros.
Então fique a vontade e aproveite nosso conteúdo.

Como sabemos a célula de carga é o dispositivo responsável por medir uma deformação ou flexão de um determinado corpo, o qual transforma uma grandeza física (força) em um sinal elétrico e que temos diversos tipos e modelos, se ainda não viu o post onde tratamos deste assunto, clique aqui e confira

As células de carga  eletrônicas, diferente das células convencionais, combinam o “strain gauge” e a conversão digital em um único corpo hermeticamente fechado, ou seja o “strain gauge” e o circuito conversor analógico/digital são incorporados o corpo da célula.


Essencialmente, a diferença entre uma célula de carga analógica e uma digital é como o sinal é processado. Os sistemas de células de carga digitais diferem dos sistemas analógicos de três formas importantes: força do sinal, índice do sinal e taxa de amostra de dados.

1. Força do sinal : Em uma célula de carga digital, os sinais dos medidores de tensão (um dispositivo usado para medir a tensão em um objeto) começam como tensões elétricas analógicas. Um microprocessador dentro da célula de carga converte-os imediatamente em sinais digitais. Esses sinais digitais geralmente usam 2 a 6 volts como sua faixa de sinal, que é menos suscetível à flutuação do que a faixa de 0,03 volts em uma célula analógica. Em outras palavras, o sinal digital é muito mais forte (de 3 a 4 milhões de vezes maior do que o sinal de qualquer célula analógica do mercado).

2. Conteúdo do sinal: Os sistemas analógicos dependem da tensão elétrica da célula de carga para determinar a leitura do peso. Em contraste, os sistemas digitais transmitem dados de cada célula de carga. O sinal é composto de informações binárias (valores de zero e de outros), como o uso de computadores. Como os dados binários não são suscetíveis a interferências de radiofrequências, eletromagnetismo, temperatura e outros perigos, o fluxo de dados binários é mais estável e menos propenso a erros de pesagem.

3. Taxa de amostragem de dados: A taxa de dados mede a rapidez com que a célula de carga pode enviar informações sobre o peso. As células de carga analógicas fornecem informações de peso continuamente em tempo real. As células de carga digitais enviam informações de peso em bits, muitas vezes por segundo.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin