Guia: Como Comprar uma Balança USADA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

AVISO

Todo conteúdo fornecido e hospedado pelo portal Doutor Balança é inteiramente grátis, incluindo softwares, manuais e dicas. Nosso intuito é auxiliar e instruir o usuário final e balanceiros.
Então fique a vontade e aproveite nosso conteúdo.

Sabemos que começar um negócio próprio do zero ou expandir uma empresa pode custar caro, com a alta e constante volatilidade do dólar os equipamentos eletrônicos são os primeiros a sofrer reajuste de preço, uma vez que grande parte das peças e componentes são importados, além disso muitas das vezes o empresário busca soluções que possam lhe poupar alguma “graninha”.

Foi pensando nisso que elaboramos uma lista onde damos algumas dicas para que você possa encontrar uma balança usada em bom estado e economizar.

Vamos lá…

1 – Aprenda a reconhecer uma balança FALSIFICADA.

Não é novidade pra ninguém que a internet está repleta de “espertinhos” que buscam obter vantagem em cima dos outros, basta dar uma busca nos sites de compra e venda para ver a quantidade de equipamentos falsos a venda, então alguns cuidados devem ser tomados para que isso não aconteça com você, temos um post onde mostramos como reconhecer um equipamento falsificado, da uma olhadinha aqui.

Além disso você poderá verificar no Inmetro se modelo anunciado está na base de dados das balanças homologadas pelo orgão metrológico, clique aqui para saber como.

Balança Falsificada com Logo da Toledo

2 – Data de fabricação.

Dê preferencia por equipamentos mais novos. em teoria um equipamento mais novo, alem de ser mais moderno e possuir mais recursos, estaria em melhores condições de uso uma vez que suas partes não passaram por tantas manutenções e ainda conservam grande partes das peças originais.

É possível verificar este dado na placa de identificada lateral, junto do modelo, capacidade de pesagem e outros dados do equipamento.


2 – Quando foi a última verificação?

Da mesma forma que podemos verificar o ano de fabricação na lateral do equipamento, podemos identificar quando foi a última verificação do equipamento de forma similar, obrigatoriamente deve haver fixado na estrutura ou gabinete da balança um selo de verificação; podendo ser de Verificação Inicial (1) , Verificação Subsequente (2) ou Instrumento Reparado (3).

Verificação Inicial:

É a primeira verificação da balança,é realizada pelo INMETRO apos o equipamento sair da linha de produção, a verificação é feita dentro da fábrica, todas as funcionalidades da balança são testadas, o peso é conferido com as massa padrão, o equipamento sendo aprovado é lacrado e devidamente selado pelo órgão metrológico.

Verificação Subsequente:

Anualmente o INMETRO verifica os equipamentos que foram aprovados anteriormente, tal verificação é realizada em campo, onde os agentes visitam os comércios em busca de irregularidades, quando a balança está pesando corretamente e está conforme a sua portaria de homologação ela é aprovada por mais um ano, os lacres e selos são substituídos, caso reprovado o lacre é substituído por um lacre vermelho e o comerciante é advertido e deve providenciar reparo imediato, caso assim não faça estará sujeito a multa e outras medidas administrativas.

Caso seu equipamento necessite ser reparado ou não está em conformidade com as exigências encaminhe ela para assistência técnica credenciada, clique aqui para ver as permissionárias em dia com o INMETRO.

Instrumento Reparado:

Quando um equipamento é encaminhado para uma assistência técnica credenciada pelo INMETRO, realizada a manutenção e ajuste de peso, a oficina deve lacrar o equipamento e afixar uma etiqueta de instrumento reparado, a mesma deve ser cadastrada no portal do IPEM, onde a permissionária informa ao órgão que a balança está em conformidade.


3 – Ferrugem e oxidação

Fuja de equipamentos tenham pontos de ferrugem ou estão em mal estado de conservação, por mais que estejam sendo vendidos bem abaixo do preço de mercado em alguns casos podem não valer a pena o reparo.

Equipamentos com estrutura e prato com pontos de ferrugem podem estar com as placas e célula de carga com presença de oxidação, em alguns casos o reparo fica inviável devido valor das peças novas. Então fuja dos equipamentos neste estado.


4 – Garantia.

Esta dica é valida para todas as modalidades de compra (Particular, Virtual ou em uma Oficina Especializada), porem deve-se exigida quando a compra é realizada em uma loja, seja ela física ou virtual, o vendedor deve ofertar no mínimo 90 dias de garantia.

Peça para que o mesmo emita um recibo que comprove a garantia.


5 – Prefira um logista

Além do equipamento estar em melhores condições, estará com peças novas e/ou revisadas, além da garantia, o cliente tem a certeza que o equipamento está dentro das normalidades e especificações da sua portaria do INMETRO.

Peça sempre uma Ordem de Serviço ou um documento que comprove a compra e controle o período de garantia do equipamento.


6 – Comprando de particular

Se for comprar um equipamento usado de um particular, busque algum que esteja em sua localidade, veja com o vendedor se é possível levar a balança a assistência técnica de sua confiança, para ela seja submetida a todos os testes possíveis, caso não seja possível veja se ele consegue te dar algum tipo de garantia ou forneça documentos que comprovem que a balança passou por algum tipo de manutenção recente, seja ela preventiva ou corretiva.


7 – Comprando pela Internet

Evite finalizar a negociação através de plataformas de compra que não tenham nenhum tipo de segurança, como o OLX, dê preferência por Market Place, como: Mercado livre, Americanas, Shoptime e outros, pois além do vendedor estar devidamente cadastrado a própria plataforma possui meios de devolução do produto e do valor pago.

Se possível leve o equipamento a uma assistência técnica especializada para que todos os recursos do equipamento possam ser testados antes que acabe o prazo de devolução.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin